Blog pessoal criado em 2003
16 de Fevereiro de 2009


 

CONVOCATÓRIA E REGULAMENTO

DO

VII CONGRESSO (Ordinário) DO

PARTIDO DA TERRA

Nos termos dos Estatutos do Partido da Terra -MPT, convoco, a pedido da Comissão Política Nacional, o VII CONGRESSO (Ordinário) do MPT para reunir no dia 14 de Março de 2009, no Funchal, Região Autónoma da Madeira, sito no Suite Hotel Jardins d' Ajuda, Rua Nova Vale D'Ajuda, com a Ordem de Trabalhos constante do artigo 1.º do Regulamento do Congresso, sendo esta convocatória e o respectivo regulamento de funcionamento publicados no sítio oficial do MPT na Internet (http://www.mpt.pt).

 

 

Lisboa, 10 de Fevereiro de 2009

 

O PRESIDENTE DA MESA DO CONGRESSO

 

PEDRO QUARTIN GRAÇA

 

 

REGULAMENTO


Artigo 1º.
(Data e Ordem dos Trabalhos)


O VII Congresso Nacional do MPT – Partido da Terra reúne no Funchal, Região Autónoma da Madeira, em sessão ordinária, no dia 14 de Março de 2009, debaixo do lema” Voltar à terra”, e com a seguinte ordem de trabalhos:

9h00 – Recepção e credenciação dos Congressistas

9h15 – Abertura dos Trabalhos pela Presidente da Mesa

9h30 – Intervenção do Presidente da Comissão Política Nacional

10h00 – Apresentação, debate e votação das Propostas de Alterações dos Estatutos.

13h00 – Intervalo para almoço

14h30m – Apresentação, discussão e votação das moções de estratégia

16h00 – Eleição dos novos Órgãos Dirigentes

16h30 – Intervenção do novo Presidente da Comissão Política Nacional

 17h30 – Encerramento do Congresso

_____________________________________________________________________


Artigo 2º.
(Organização dos Trabalhos)


1 – Os Trabalhos decorrerão com o programa supra identificado:

2- A distribuição dos tempos de intervenção processa-se da seguinte forma:
a) O Presidente da Comissão Política Nacional usará da palavra, sem limite de tempo (mas estimado em 30 minutos), no inicio do debate, bem como no encerramento dos trabalhos e quando o solicitar à Presidente da Mesa.
b) Os membros da Comissão Política Nacional dispõem de 60 minutos no total das intervenções.
c) Os Presidentes das Comissões Políticas Regionais dispõem de 30 minutos cada.
d) Os Presidentes das Comissões Políticas Distritais e os líderes das Organizações Especiais dispõem de 10 minutos cada.
e) O primeiro Subscritor de cada Proposta dispõe de 10 minutos.
f) Aos restantes oradores será atribuído o tempo que resultar da divisão do tempo disponível pelos inscritos.
g) A acumulação de tempo por cedência de oradores não poderá exceder os 10 minutos.
h) A Mesa do Congresso determinará as interrupções para almoço.


Artigo 3º.

 (Observadores)

Podem assistir ao Congresso Observadores, convidados pela Comissão Política Nacional e podem participar, a título de convidados, e apenas na Sessão de Encerramento do Congresso, representantes de outras forças partidárias.


Artigo 4º.
(Inscrição de todos os Delegados, Participantes e Observadores)


1- A Inscrição de todos os Participantes e Observadores, processa-se mediante a remessa ao Presidente da Mesa do Congresso dos boletins de inscrição, os quais devem dar entrada por correio electrónico ou por correio postal na Sede Nacional até às 18 horas do dia 6 de Março.


Artigo 5º.
(Subscrição de propostas de Alteração de Estatutos)


1- As propostas de alteração de Estatutos só poderão ser subscritas, nos termos dos Estatutos, por filiados com quotas em dia e pela Comissão Política Nacional.

Artigo 6º.
(Apresentação de propostas de alteração dos Estatutos)


1- As propostas referentes a alteração de Estatutos serão remetidas à Mesa do Congresso por forma a darem entrada nos serviços centrais até às 18 horas do dia 6 de Março.
2- As propostas devem ser obrigatoriamente apresentadas em suporte informático e uma cópia em papel.
3- As propostas admitidas na mesa serão publicadas no sítio oficial do MPT na Internet.

 4- Durante os trabalhos do Congresso podem ser admitidas propostas que visem a conciliação de outras anteriormente admitidas, desde que o primeiro subscritor de cada uma delas a retire e subscreva aquelas.
5- Ao primeiro subscritor de cada proposta, a quem incumbe representar os restantes, é permitida a aceitação de sugestões visando modificar a redacção.


Artigo 7º.
(Comunicação Social)


Os trabalhos do Congresso são abertos a participação de representantes dos Órgãos de Comunicação Social sendo, igualmente, transmitidos em directo para todos os filiados e simpatizantes do MPT pela Internet através da “Televisão MPT”, instalada em todos os blogs e sítios da Internet da rede do Partido da Terra.

 

Lisboa, 10 de Fevereiro de 2009

 

O PRESIDENTE DA MESA DO CONGRESSO

 

 

PEDRO QUARTIN GRAÇA

publicado por Pedro Quartin Graça às 22:58
Caro Pedro,

Que opinião lhe merece a proposta do MPT-M, de coligação com o PCP-M e o CDS-M?

http://cortardadireita.blogspot.com/2009/02/mtp-m-quer-coligacao-para-eleger-um.html

Abraço

RR
Roberto Rodrigues a 17 de Fevereiro de 2009 às 19:42
Caro Roberto,

Foi uma opinião pessoal expressa por João Isidoro mas, sinceramente, não vejo mal nenhum nisso. É uma proposta de trabalho, mas lúcida já que é, na realidade, a única forma de as diversas forças políticas de oposição (e não são todas...) poderem eleger um deputado à AR. Dessa forma vão lá. Separadas nenhuma delas lá chega...Essa é que é a verdade.

Abraço,

Pedro QG
Anónimo a 17 de Fevereiro de 2009 às 22:17
Caro Pedro,

Então deixe-me perguntar-lhe duas coisas:

1. Se tal situação lhe fosse proposta envolvendo os mesmos Partidos em Lisboa (situação que a partida julgo nunca se colocará), o MPT aceitaria juntar-se ao PCP?

2. Para o MPT, interessa a mera eleição de deputados indiferentemente das ideias que defende, mesmo que para tal tenha de abdicar delas, para poder ir coligado com um Partido que tem um pensamento político antagónico?

Abraço

RR
Roberto Rodrigues a 17 de Fevereiro de 2009 às 22:24
Caro Roberto,

Temos de analisar as coisas em concreto. Há formas de poder fazer as coisas. Não está aqui de todo em causa que algum dos partidos abdique das suas ideias, muito pelo contrário. Creio que a sugestão de João Isidoro é dificilmente concretizável mas merece ser estudada.
Anónimo a 17 de Fevereiro de 2009 às 22:27
Caro Pedro,

Percebo a dificuldade em falar do assunto, mas já percebe nas entre linhas!...

Abraço

RR
Roberto Rodrigues a 19 de Fevereiro de 2009 às 16:39
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
24
25
26
27
28
Posts mais comentados
11 comentários
11 comentários
10 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
Page Rank
Divulgue:
Bookmark and Share
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Com o relvas à ilharga só pode perder!
Não ao servilismo em relação a outros estados; sim...
Considero este texto extremamente rico, ao abordar...
Só uma palavra: concordo!
Obrigado pelo seu comentário.PQG
Lembro-me perfeitamente desse dia trágico: a surpr...
É lamentável, cada vez dou-Lhe menos crédito. Mona...
De acordo com os seus pressupostos mas....como diz...
Caro Dr. Pedro Quartin Graça, em obrigação para co...
Muito lhe agradeço a sua atenção! Parabéns!
Twitter:
    follow me on Twitter
    ResearcherID-Plaxo-LinkedIn-Xing:
    Visualizar perfil de Pedro Quartin Graça no LinkedIn Pedro Quartin Graça Intellectual Property/Patents Expert