Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PEDRO QUARTIN GRAÇA

Blog pessoal criado em 2003

PEDRO QUARTIN GRAÇA

Blog pessoal criado em 2003

...

18.03.07, Pedro Quartin Graça

Alberto João Jardim

Jornal da Madeira :: 1ª Página - 17.3.2007


Para possível coligação




PP ou MPT seriam os parceiros naturais



JM — Mantém que só formará Governo se lhe for confiada uma maioria absoluta nas eleições?


AJJ — Se o PSD ganhar as eleições mas, evidentemente, necessitar de uma coligação, forma-a. Vamos ver é se está alguém disposto a fazer coligação connosco. Não há casamento sem noivo e sem noiva, embora haja agora quem queira fazer só com noivos.


JM — Faria com o CDS?


AJJ — Seria até o parceiro natural. Ou com o Movimento Partido da Terra, se estes elegerem deputados. Mas, não discuto pessoas neste momento. Agora, o que eu acrescento é isto: se o próximo Governo for de coligação e conhecida a minha postura política de bipolarização da política da Madeira, talvez outro dirigente do PSD-M esteja em melhor posição do que eu para poder presidir a esse Governo de coligação. Porque o que estou a pedir muito calaramente aos madeirenses é uma maioria absoluta. Não ma dão, eu também tenho de reagir em conformidade.


JM — Portanto, admite a existência de um Governo de coligação, mas não consigo à frente?


AJJ — Admito a existência de um governo de coligação em que seria natural que não fosse eu o presidente do Governo.


JM — Mas não se exclui?


AJJ — Não me excluo porque não se pode excluir nada. Deixe ver primeiro o que é que acontece.


JM — Se o seu partido vencer as eleições com maioria absoluta, cumprirá o mandato até o final?


AJJ — Obviamente. Nunca me viram largar as coisas a meio. Só se eu morrer ou a minha saúde não aguentar... Se for, neste momento, ver a minha mesa, vê que ela parece uma farmácia. É sinal que isto não está assim tão bom como estava.


JM — Nesta campanha eleitoral, não imagina uma entrevista sentado com os líderes dos outros partidos?


AJJ — A pergunta chega a ser ofensiva no sentido de me pôr ao nível desses tipos.