Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PEDRO QUARTIN GRAÇA

Blog pessoal criado em 2003

PEDRO QUARTIN GRAÇA

Blog pessoal criado em 2003

...

12.05.08, Pedro Quartin Graça
Madeira é a única região do país onde Comissão de Dissuasão da Droga funciona em "part-time" - MPT
Funchal, Portugal 12/05/2008 13:14 (LUSA)
Funchal, 12 Mai (Lusa) - O deputado do MPT madeirense João Isidoro quer saber porque razão a Madeira é a única região do país onde a Comissão Regional de Dissuasão da Droga trabalha em "part-time" quando a lei permite o seu funcionamento a tempo inteiro. João Isidoro anunciou hoje, em conferência de imprensa, que requereu uma audição parlamentar do secretário regional dos Assuntos Sociais madeirense, Francisco Jardim Ramos, com carácter de urgência, para abordar a temática da toxicodependência na região.
O deputado insular destacou que "a lei permite que a referida Comissão tem remuneração para trabalhar a tempo inteiro, dando outro tipo de apoio às pessoas que necessitam", acrescentando que no actual molde de funcionamento os seus elementos "acabam por ter dois empregos". João Isidoro defendeu também ser necessário "avaliar a verdadeira dimensão do problema nesta região, reflectindo sobre os números de toxicodependentes referenciados, e avaliar o desempenho das políticas deste governo quanto a esta matéria".
O deputado madereirense considerou que "o problema está longe de estar combatido na Madeira", pelo que o debate servirá também para "avaliar os meios existentes de combate ao tráfico, as medidas de prevenção, os meios de tratamento dos toxicodependentes e respectiva reinserção social".
Entretanto, o resultado de um estudo nacional que compara dados entre 2001 e 2007 realizado pelo Instituto da Droga e Toxicodependência, revelado nos finais de Abril aponta que a Madeira é a única região do país onde houve um decréscimo de consumo de todas as substâncias ilícitas.
"Comparando as situações registadas em 2001 e 2007, verificamos que entre 2001 e 2007 apenas a região da Madeira teve decréscimo de consumos ao longo da vida para todas as substâncias", refere o estudo. Foi considerada também uma "boa notícia" o facto de, no capítulo da dimensão dos consumos se verificar um decréscimo das percentagens de experimentação de drogas e descida nas taxas de tabaco e álcool entre os estudantes madeirenses.