Blog pessoal criado em 2003
24 de Maio de 2006















UMA ATITUDE LAMENTÁVEL E INDIGNA DE UM GRANDE PARTIDO COMO O PSD


O cartaz diz tudo. Mais palavras seriam desnecessárias. Não é, em essência, uma questão política. Muito menos partidária. É, "apenas", uma questão de carácter. Ou da falta dele. Em 30 anos de democracia nunca vi descer tão baixo, em nenhum partido político, como o que aconteceu este fim de semana com os deputados do PSD, José Freire Antunes e José Raúl dos Santos aquando do Congresso do PSD no Porto. Pura e simplesmente transformados em criminosos, em bandidos, em "Procurados" por "crimes" cometidos...Lamentável apenas!O PSD, e os deputados em causa, não mereciam um comportamento deste nível por parte de alguns dos seus filiados.Não posso calar a minha indignação.
_________________
A este propósito, o Deputado José Freire Antunes fez-me chegar o texto que enviou à Agência LUSA e que, infra, reproduzo:

"O deputado social-democrata José Freire Antunes disse hoje à Lusa que vai accionar uma queixa-crime por difamação contra o líder PSD/Porto, Agostinho Branquinho, alegando ter sido alvo de uma "tentativa de assassínio moral".
Em causa estão declarações de fontes não identificadas e de pelo menos um dirigente da distrital da JSD acusando os deputados Freire Antunes e Raul dos Santos de usarem ajudas de custo da Assembleia da República para deslocações ao Porto que nunca efectuaram. Numa declaração escrita enviada à Agência Lusa, Freire Antunes refere que a "campanha de assassínio moral" iniciou-se com uma peça do Jornal de Notícias de 20 de Abril de 2006, que "citava como fonte a distrital do Porto do PSD", e "culminou nas declarações do secretário-geral da JSD-Porto [Marco Vaqueiro], reproduzidas pelo jornal 24Horas de 21 de Maio".
"Nessas declarações fui incluído entre aqueles que 'andaram durante um ano inteiro a receber ajudas de custo para virem cá, mas nunca puseram os pés nesse distrito'", afirma o parlamentar.
"Temos assim que a distrital do Porto [do PSD] difundiu a partir de 20 de Abril uma falsidade que materializa um crime de difamação, pelo que dei instruções aos meus advogados para accionarem um processo-crime contra o presidente da distrital do Porto", adianta Freire Antunes.
O deputado recorda que, em resposta a um requerimento do jornal Público, a adjunta da secretária-geral do Parlamento, Maria do Céu Boléo, garantiu por escrito, a 26 de Abril de 2006, que "o senhor deputado José Freire Antunes, na actual legislatura, nunca comunicou qualquer deslocação para efeitos de pagamento de ajudas de custo". No texto enviado à Lusa, o deputado refere que se tem deslocado ao Porto, por sua conta, para contactar eleitores e para finalizar uma investigação sobre a génese nortenha da candidatura de Humberto Delgado à Presidência da República.
Freire Antunes recorda ter sido convidado para integrar a lista do Porto nas legislativas num momento em que as estruturas portuenses do PSD estavam "gravemente divididas" (devido a um episódio envolvendo Pôncio Monteiro e Rui Rio).
Acrescenta que por escolha pessoal e decisão do presidente do grupo parlamentar do PSD, centrou a sua actividade na área internacional, passando longos períodos de tempo no estrangeiro em representação da Assembleia da República. A Lusa tentou obter um comentário de Agostinho Branquinho junto do assessor da distrital do Porto do PSD, mas até ao momento não foi possível qualquer contacto."

MSP. Lusa/Fim
_______________________
publicado por Pedro Quartin Graça às 13:16


MASSA CRÍTICA
26 MAIO 2006

18H00 – LISBOA, Marquês de Pombal
18H30 – PORTO, Praça dos Leões


A Massa Crítica (também designada de Bicicletada) está inserida no contexto de um movimento internacional de nome “Critical Mass”, iniciado em São Francisco há já 10 anos. A ideia consiste em realizar um passeio lúdico e reivindicativo de bicicleta pelas ruas da cidade. Neste passeio os participantes divulgam de maneira criativa o uso de bicicletas e protestam contra o uso abusivo de transportes poluentes.

No mês de Abril dezenas de ciclistas irão pedalar em Lisboa e Porto pela Liberdade e Revolução nas Estradas, incentivando o uso de bicicleta como meio de transporte ecológico.

Objectivos:

1. Divulgar e promover o uso da bicicleta como meio de transporte;

2. Criar condições favoráveis ao uso da bicicleta como meio de transporte;

3. Tornar mais ecológicos os sistemas de mobilidade e transporte.

Resumo dos Princípios:

Não há hierarquia de cargos. As decisões são tomadas por consenso. A Massa Crítica é um movimento apartidário e não comercial. A participação é aberta a qualquer pessoa ou entidade que esteja de acordo com os objectivos do movimento. Para participar na Massa Crítica basta comparecer no local combinado, no dia e hora marcados com a sua bicicleta, skate ou patins. Não é preciso fazer qualquer tipo de inscrição ou pagar qualquer taxa. Os roteiros são decididos na hora e podem ser realizados por todos, inclusive principiantes. Pode trazer seus próprios panfletos, cartazes ou faixas ou usar os já existentes. Se é automobilista e não pode participar da Bicicletada pedalando, o seu apoio também é bem-vindo, seja divulgando a causa, seja respeitando o ciclista no seu dia a dia.

Para mais informações visite: http://massacriticapt.net
publicado por Pedro Quartin Graça às 13:09
Maio 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
19
20
21
27
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
11 comentários
11 comentários
10 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Com o relvas à ilharga só pode perder!
Não ao servilismo em relação a outros estados; sim...
Considero este texto extremamente rico, ao abordar...
Só uma palavra: concordo!
Obrigado pelo seu comentário.PQG
Lembro-me perfeitamente desse dia trágico: a surpr...
É lamentável, cada vez dou-Lhe menos crédito. Mona...
De acordo com os seus pressupostos mas....como diz...
Caro Dr. Pedro Quartin Graça, em obrigação para co...
Muito lhe agradeço a sua atenção! Parabéns!