Blog pessoal criado em 2003
07 de Janeiro de 2007


| View Show | Create Your Own
publicado por Pedro Quartin Graça às 15:32


| View Show | <a target="_BLANK" href="http://www.rockyou.com/slideshow-create.php?
publicado por Pedro Quartin Graça às 14:57














EX- MINISTRO FOGE DOS TERRORISTAS DAS FARC
05/01/2007

BOGOTÁ - O ex-ministro colombiano Fernando Araújo, refém da maior guerrilha esquerdista do país desde 2000, fugiu de seus sequestradores durante uma operação militar no último fim de semana.
Araújo, que integrava um grupo de 62 reféns que os rebeldes tentam trocar por guerrilheiros presos, escapou no domingo, quando as forças militares atacaram com helicópteros um acampamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) numa área de floresta.
"Estou muito contente de ter podido escapar do longuíssimo seqüestro de seis anos a que me submeteu a guerrilha das Farc", disse Araújo a jornalistas. Ele contou que conseguiu fugir durante o ataque ao acampamento e que passou os cinco dias seguintes escondido e perdido, "até que hoje encontrei um caminho adequado para sair".
O ministro da Defesa, Juan Manuel Santos, disse que um soldado e seis rebeldes morreram durante a operação militar nos montes de María, no Departamento de Bolívar, norte do país.
Não ficou claro se os militares sabiam da presença do ex-ministro no acampamento atacado.
Araújo foi ministro do Desenvolvimento no governo conservador de Andrés Pastrana, que por mais de três anos manteve uma negociação de paz sem resultados com as Farc. Já como ex-ministro, foi sequestrado em 2000, na cidade caribenha de Cartagena, quando fazia exercícios.
Em maio de 2003, um governador, um ex-ministro de Defesa e oito militares morreram baleados pela guerrilha durante uma frustrada tentativa de resgate dos políticos reféns numa zona florestal do noroeste do país.
As Farc, grupo rebelde mais antigo do continente, é formado por 17 mil combatentes e mantém seqüestrado um grupo que inclui a ex-candidata a presidente Ingrid Betancourt, um ex-governador, cinco ex-parlamentares e 12 ex-deputados regionais, além de três norte-americanos.
Os rebeldes querem trocar os reféns, alguns dos quais há nove anos em cativeiro, por milhares de seus combatentes detidos pelo governo.
As Farc exigem que o presidente Alvaro Uribe retire suas forças militares de uma área montanhosa de 780 quilômetros quadrados para facilitar um encontro de seus negociadores com os do governo. O presidente se opõe.
A guerrilha, que há mais de quatro décadas participa da guerra civil colombiana, é financiada principalmente pelo narcotráfico e em menor escala pelos sequestros - embora nesses casos o cativeiro são de carácter político.
publicado por Pedro Quartin Graça às 12:00
Janeiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
17
18
19
21
23
25
26
28
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
11 comentários
11 comentários
10 comentários
7 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Com o relvas à ilharga só pode perder!
Não ao servilismo em relação a outros estados; sim...
Considero este texto extremamente rico, ao abordar...
Só uma palavra: concordo!
Obrigado pelo seu comentário.PQG
Lembro-me perfeitamente desse dia trágico: a surpr...
É lamentável, cada vez dou-Lhe menos crédito. Mona...
De acordo com os seus pressupostos mas....como diz...
Caro Dr. Pedro Quartin Graça, em obrigação para co...
Muito lhe agradeço a sua atenção! Parabéns!