Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PEDRO QUARTIN GRAÇA

Blog pessoal criado em 2003

PEDRO QUARTIN GRAÇA

Blog pessoal criado em 2003

...

18.03.06, Pedro Quartin Graça


____________________
Betandwin sem publicidade e nas mãos do Governo

A publicidade nos meios de comunicação ao patrocinador oficial da Liga Portuguesa de Futebol, a Betandwin.com, está proibida. SIC e TVI foram dos primeiros a obedecer. A decisão, da responsabilidade do Instituto Civil da Autodisciplina da Publicidade (ICAP) e anunciada ontem pela Associação Portuguesa de Casinos, não tem, para já, repercussões no contrato de 10,5 milhões de euros assinado entre a empresa de apostas online e o organismo que tutela o futebol português profissional. A homologação deste acordo está nas mãos do Ministério da Economia, que deverá anunciar em breve a sua decisão, dando resposta às queixas da Santa Casa da Misericórdia (SCML) e Associação de Casinos à actividade da Betandwin.com em Portugal."A Associação Portuguesa de Casinos tem simpatia pelo futebol. Mas a Liga é que criou um problema", afirmou ontem, em conferência de imprensa, Mário Assis Ferreira, presidente daquela associação, que está confiante em que o Governo confirme a "ilegalidade" da Betandwin.com."A atitude não firme do Governo prejudicaria o jogo em Portugal. Deixava de ser controlado", adiantou aquele dirigente, recordando que a SCML detém o exclusivo da exploração electrónica de apostas mútuas, lotarias e jogos de fortuna e azar em Portugal, parte de cujas receitas reverte para o desporto.Contactada pelo DN, a empresa de apostas, pela voz de Doris Eckner, do departamento de comunicação, afirmou desconhecer a decisão da entidade que avalia a publicidade. "Ainda não fomos informados sobre esse assunto. Emitiremos depois um comentário sobre o caso", limitou-se a dizer Doris Eckner.Também "mais tarde" promete reagir a Liga de Clubes, que, no entanto, já deu a entender que a decisão do ICAP "não tem significado" e não causa preocupação, visto tratar-se de um "organismo privado".A polémicaTudo começou em Agosto de 2005, quando a Betandwin.com assumiu o lugar de patrocinador da Liga, deixado vago pela Galp Energia. O patrocínio, válido por quatro anos e que dá direito à publicidade nos estádios de futebol, nos jogos do campeonato português, desde cedo teve a oposição da SCML e da Associação de Casinos, por considerarem não só a actividade da Betandwin.com ilícita como a publicidade que veicula. A SCML e os casinos interpuseram uma providência cautelar e queixaram-se ao Instituto do Consumidor e ao ICAP. Em causa estava a alegada violação do Artigo 21.º do Código da Publicidade, que diz que "não podem ser objecto de publicidade os jogos de fortuna ou azar enquanto objecto essencial da mensagem", com excepção dos "jogos promovidos pela SCML". Foi com base nesta lei que o ICAP decidiu anunciar ontem que considera ilegal a publicidade que a empresa austríaca de apostas online vem veiculando em vários órgãos de comunicação social. Neste sentido, pede aos meios, seus parceiros, a suspensão da referida publicidade. Miguel Morais Vaz, secretário-geral do ICAP explicou ao DN que o organismo comunicou a sua decisão à Betandwin.com (anunciante) em Dezembro de 2005, mas até dia 15 deste mês não obteve resposta de qualquer género. "Nem mesmo dos avisos de recepção das cartas enviadas. Como tal, decidimos actuar", acrescentou o mesmo responsável. Morais Vaz diz ainda que a publicidade alvo de suspensão é toda aquela que é veiculada, com excepção das imagens, sons ou referências incluídas no contexto noticioso dos meios de comunicação social.
______________


Media
POLÉMICA
_______________
ICAP e casinos querem pôr termo à publicidade do patrocinador da Liga
JORGE PÓVOA
_______________
A presença da Betandwin.com nos meios de comunicação social voltou a justificar uma posição da Associação Portuguesa de Casinos (APC), na sequência de um novo parecer do Instituto de Autodisciplina de Publicidade (ICAP) solicitando a cessação da publicidade da empresa de jogos online. Enquanto continua pendente a decisão do tribunal sobre a providência cautelar interposta pela APC e Santa Casa da Misericórdia, o ICAP insiste no termo dos anúncios da Betandwin.com, lamentando, inclusive, a morosidade deste processo – que "se deve ao facto de não ter este instituto conseguir apurar a prova de que a Betandwin em Gibraltar tomou conhecimento da decisão do Júri de Ética Publicitária".
Ontem, o presidente do Grupo Estoril-Sol, Mário Assis Ferreira, e Joel Pais, administrador do Grupo Solverde, chamaram os jornalistas ao Casino Estoril para enfatizarem a decisão do ICAP – que decorre, recorde-se, de uma queixa apresentada pela APC. "Não podíamos deixar continuar uma situação destas. A Betandwin já foi suficientemente beneficiada. Gostaríamos que a Liga encontrasse um outro patrocinador da mesma área, desde que seja legal. Nada nos move contra o futebol, mas o facto de a Betandwin explorar os jogos via internet concorre e prejudica directamente os jogos de casino."
Este caso tem a sua origem na assinatura do contrato de patrocínio da Betandwin à Liga de futebol, em eventual violação do Código da Publicidade. A posição da Liga sobre o parecer do ICAP é conhecida: considera que o mesmo não é vinculativo e que, tratando-se de um instituto privado, as suas decisões dizem apenas respeito aos seus sócios. - Edição de 18.3.2006

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.